PARCEIRO

test

News

Post Top Ad

Your Ad Spot

quarta-feira, 9 de maio de 2018

KYUUKEI MAGAZINE


A minha ida para o Nihon foi em 1990.

Em 1992, a convite da direção da empreiteira da qual era funcionário na fábrica, aceitei o desafio de produzir um Boletim Informativo mensal para ser distribuído aos brasileiros em todo o Japão. Foi o Suri-Emu News.
Foram criados várias editorias abordando as necessidade dos "Dekasseguis" e também aproveitei para dar prosseguimento em um projeto criado em 1990, quando havia me mudado para a cidade de Toyohashi. A criação do Tomodachi Club (Clube de Amigos).

Anos depois, em 2002, criei uma empresa no Japão e publiquei a minha própria revista que se chamou: Kyuukei Magazine e representava o veículo de comunicação do Tomodachi Clube de Toyohashi. A palavra "kyuukei" em japonês significa: intervalo, descanso. Ou seja, nas fábricas a cada duas horas eram concedidos de 10 a 15 minutos de intervalos para descanso e lanche. E foi com este propósito que a revista passou a se chamar Kyuukei. Era para ser lido nestes horários e durante o expediente, promover as reflexões.

Os artigos, textos e fotos produzidas eram para ser absorvidos, lidos e contemplados em 10 minutos apenas.
Com o patrocínios dos amigos empresários e lojistas da cidade, foi possível manter a alta qualidade desta revista e a sua periodicidade que era distribuída gratuitamente para toda a comunidade. Havia 10 mil brasileiros residindo na cidade de Toyohashi.

Num evento ocorrido na Prefeitura da cidade, a revista foi apresentada ao prefeito que se surpreendeu pelo trabalho realizado por mim e nisso, uma semana depois me convidou para integrar como membro, um setor de intercâmbio para estrangeiros da prefeitura.

Após passar por várias experiências empresariais no Japão até o meu retorno definitivo ao Brasil em 2006, terminei a minha peregrinação em solo japonês com a publicação de textos sobre as minhas vivências espirituais no Caminhando com o Mestre que seria transformado num blog e num site de autoconhecimento.

Hoje retomo o Kyuukei Magazine em versão digital com o objetivo de trocar experiências, reunir amigos e contribuir com a comunidade nikkey.

Yoroshiku onegai shimasu!


(*) Quem trabalhou na Kawanishi (Akemi chõ/Toyohashi) nos anos 90 deve se lembrar que em Agosto/1991 foi lançado um informativo dentro da fábrica que se chamava "Kyuukei". 

Na época eu mesmo o digitava numa máquina processadora de texto que como não tinha acentos, os colocava manualmente com uma caneta nanquim. Na época trabalhava no Setor de Injetoras da Hayama que ficava ao lado da Linha A e B da Kawanishi. 

O Kyuukei era impresso e suas cópias distribuídas para todos os brasileiros da fábrica. No começo era apenas um projeto, mas em seguida fui convidado para editar o Suri-Emu News e então o informativo virou uma editoria e se transformou no Tomodachi Clube de Toyohashi nos anos seguintes.


(**) No último trimestre de 1989, depois de quase uma década trabalhando em gráficas, editoras e jornais e ter feito um curso de extensão de Jornalismo Comunitário pela UnB, tomei a decisão de fundar o meu próprio veículo de comunicação, e criei o Jornal Pioneiro na cidade satélite do Núcleo Bandeirante em Brasília, onde residia. Começou a partir daí, a caminhada para a realização dos meus sonhos e ideais. Na época eu era associado da AIDF - Associação de Imprensa do Distrito Federal.

Um projeto foi elaborado de forma bem detalhada com o envolvimento de toda a comunidade daquela cidade, onde o foco principal se baseava na atividade Família-Escola-Comunidade. As crianças daquela época precisavam do apoio total, devido à onda de desestruturação familiar que vinha ocorrendo dentro da sociedade e a violência que invadia os lares junto com as drogas.

Este foi o início dos projetos que desenvolvi lá no Nihon e que hoje dou continuidade principalmente pelo fato de eu estar trabalhando em uma escola municipal de ensino fundamental.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

NOSSAS PUBLICAÇÕES

Post Top Ad

Your Ad Spot

Páginas